Piscinas e Reservatórios

Apesar de serem semelhantes estruturalmente, piscinas e reservatórios são diferentes quanto a sua função. Piscinas são tanques artificiais comumente usados para práticas desportivas ou lazer. Já reservatórios são tanques de grandes proporções destinados ao armazenamento de água para o consumo ou irrigação. Piscinas e reservatórios possuem estrutura e funções básicas semelhantes na construção civil, são usadas para o armazenamento de água ou fluidos, no caso de reservatórios, de modo a impedir o vazamento destes líquidos ou a entrada de outros fluidos através de sua estrutura. Estes podem ser enterrados ou elevados.

Alguns indícios são facilmente reconhecidos quando estas construções apresentam vazamentos, entre eles estão: manchas brancas devido à carbonatação do concreto, manchas marrons devido a oxidação das estruturas, fissuras nas paredes, desplacamento do acabamento, diminuição do nível da água, estufamento do produto impermeabilizante, manchas de umidade na parte externa, etc.

Para evitar esses problemas é necessário que a impermeabilização, feita no processo de construção, seja correta, considerando a estrutura da piscina/reservatório em questão, suas dimensões, acabamentos, detalhes construtivos, formas de pressão d’água, etc. Para isso é recomendado a utilização de produtos normalizados e de mão-de-obra especializada, além de sempre seguir as orientações e consumo recomendados em projeto e as diretrizes fornecidas pelo fabricante dos produtos impermeabilizantes.